terça-feira, outubro 31, 2006

M021 - Concurso #2 - Vocabulário de que idade?

Descobre o significado dos verbos que se encontram no quadro seguinte e distribui-os pelas explicações.
identificar
justificar
transcrever
seleccionar
comparar
completar
resumir
caracterizar
explicar
ordenar
delimitar
a) Procurar as semelhanças e as diferenças:
b) Apresentar as razões que explicam uma afirmação:
c) Copiar as palavras do texto colocando-as entre aspas:
d) Dizer com poucas palavras as ideias mais importantes:
e) Dizer como é:
f) Pôr por ordem:
g) Dizer onde começa e onde acaba:
h) Escrever o que falta:
i) Dizer o que é ou quem é:
j) Indicar as características:
l) Escolher:

"O Segredo das Palavras" de Encarnação Horta e Sofia Romão, Edições Santillana Constância

N011: Incómodo

Foi a propósito de incómodo, que é a palavra-tema desta semana no concurso «Fotodicionário», que uma amiga me enviou algumas imagens de estranhas e incómodas moradias... Pelo menos por fora...




Digam lá, senhores engenheiros e demais projectistas e leitores, o que vos parece: Sólidas? Seguras?... Belas? Horríveis? Reais?...



domingo, outubro 29, 2006

C007: Floresta Artificial

M020 - Açúcar Amarelo

À publicidade agressiva dos pacotes de açúcar associo a morte agressiva de um colega amigo: procuremos os beijos que nos prolongam a vida e se possível evitemos dar a face aos que nos põem a dormir para sempre :-)

quinta-feira, outubro 26, 2006

L018 - Alteração ao Código de Trabalho

ALTERAÇÃO AO CÓDIGO DO TRABALHO

1. INDUMENTÁRIA:

Informamos que o funcionário deverá trabalhar vestido de acordo com o seu Salário. Se o virmos calçado com uns ténis Adidas de 100EUR ou com uma bolsa Gucci de 150EUR, presumiremos que está muito bem de finanças e portanto, não precisa de aumento. Se ele se vestir de forma pobre, será um sinal de que precisa de aprender a controlar melhor o seu dinheiro para que possa comprar roupas melhores e portanto, não precisa de aumento. E se ele se vestir no meio-termo, estará perfeito e portanto, não precisa de aumento.

2. AUSÊNCIA DEVIDO A DOENÇA:

Não vamos mais aceitar uma declaração do médico como prova de doença. Se o funcionário tem condições para ir até ao consultório médico também tem para vir trabalhar.

3. CIRURGIA:

As cirurgias são proibidas. Enquanto o funcionário trabalhar nesta empresa, precisará de todos os seus órgãos, portanto, não deve pensar em tirar nada. Nós contratámo-lo inteiro. Remover algo constitui quebra de contrato.

4. AUSÊNCIAS DEVIDO A MOTIVOS PESSOAIS:

Cada funcionário receberá 104 dias para assuntos pessoais, em cada ano. Chamam-se Sábados e Domingos.

5. FÉRIAS:

Todos os funcionários têm direito a gozar ainda mais 12 dias deférias nos seguintes dias de cada ano:

1 de Janeiro, Dia de Páscoa, 25 de Abril, 1 de Maio, 10 de Junho, 15 de Agosto, 5 de Outubro, 1 de Novembro, 1 de Dezembro, 8 de Dezembro e 25 de Dezembro.

6. AUSÊNCIA DEVIDO AO FALECIMENTO DE ENTE QUERIDO:

Esta não é uma justificação para perder um dia de trabalho. Não há nada que se possa fazer pelos amigos, parentes ou colegas de trabalho falecidos. Todo o esforço deverá ser empenhado para que os não-funcionários cuidem dos detalhes. Nos casos raros, onde o envolvimento do funcionário é necessário, o enterro deverá ser marcado para o finalda tarde. Teremos prazer em permitir que o funcionário trabalhe durante o horário do almoço e, daí sair uma hora mais cedo, desde que o seu trabalho esteja em dia.

7. AUSÊNCIA DEVIDO À SUA PRÓPRIA MORTE:

Isto será aceite como desculpa. Entretanto, exigimos pelo menos 15 dias de aviso prévio, visto que cabe ao funcionário treinar o seu substituto.

8. O USO DO WC:

Os funcionários estão a passar tempo demais na casa de banho. No futuro, seguiremos o sistema de ordem alfabética. Por exemplo,Todos os funcionários cujos nomes começam com a letra 'A' irão entre as9:00 e 9:20, aqueles com a letra 'B' entre 9:20 e 9:40, etc. Se nãopuder ir na hora designada, será preciso esperar a sua vez, no dia seguinte. Em caso de emergência, os funcionários poderão trocar o seu horáriocom um colega. Ambos os chefes dos funcionários deverão aprovar essa troca, por escrito. Adicionalmente, agora há um limite estritamente máximo de 3 minutos na sanita. Acabando esses 3 minutos, um alarme tocará, o rolo de papel higiénico será recolhido, a porta da sanita abrir-se-á e uma foto será tirada. Se for repetente, a foto será afixada no quadro de avisos e Intranet do Serviço com o título Infractor Crónico.

9. A HORA DO ALMOÇO:

Os magros têm 30 minutos para o almoço, porque precisam comer mais para parecerem saudáveis. As pessoas de tamanho normal têm 15 minutos para comer uma refeição equilibrada que sustente o seu corpo mediano. Os gordos têm 5 minutos, porque é tudo que precisam para comer uma salada e um tomarem um controlador de apetite.

Muito obrigado pela sua fidelidade à nossa empresa. Estamos aqui para proporcionar uma experiência laboral positiva. Portanto, todas as dúvidas, comentários, preocupações, reclamações, frustrações, irritações, desagravos, insinuações, alegações, acusações, observações, consternações e quaisquer outras... 'ões' deverão ser dirigidas para outro lugar.

Tenham uma boa semana.

A Administração.

PS: Preparem-se para o novo Código de Trabalho.

M019 - Metal Amarelo

Sempre em alta! (não subo mais de um metro)

quarta-feira, outubro 25, 2006

M018 - Vertigens?

ou falta de drenagem superficial?

N010: Um privilégio assumido...


... o de trabalhar a uma janela assim!
:-))

segunda-feira, outubro 23, 2006

M017 - Descoberta Matinal

Deve ter sido durante o fim de semana porque na sexta-feira não vi nada :-)

HY04 - Cem comentários

domingo, outubro 22, 2006

C006: Monocolor


E para não se dizer que só ligo ao verde...

PS: Esta fotografia não foi editada

sexta-feira, outubro 20, 2006

N009: Concurso "digam lá quem lhes faz lembrar!"...


:-)))
Desculpem-me a repetição, se esta já tinha chegado aos vossos emails...

C005: Diferenças culturais


O autocolante análogo em Portugal pede para dar passagem ao autocarro, quando este sai da paragem.

Aqui não se entende bem o destino nem as instruções, mas é claro que se deve “stopar” quando um autocarro nos ultrapassa antes da paragem onde quer encostar. É outra dinâmica!
PS: Aqui, o Outono ainda não chegou...!

L017 - Mecaniquices

Numa ida minha ao Porto, ainda esta semana, quando deparo na famosa A4 com uma fila de trânsito descomunal. Como o meu calhambeque não tem asas(e ainda não me saiu o euromilhões para eu ser uma nova excêntrica e comprar um helicóptero), que remédio tive eu que esperar como todos os outros. Com o avançar da fila encontro 'n' (tenho que me modernizar para combater a fossilização) carros encostados à berma, com os ditos condutores com o seu hiper super mega fashion colete reflector vestido, com o 'capot' do carro aberto e debruçados sobre o motor do veículo com uma expressão pensadora, provavelmente a tentarem compreender o porquê da avaria, além de terem o motor do carro a fumegar, os cérebros dos ditos condutores não demorariam muito a entrarem em curto-circuito, claro que não posso confirmar esta informação porque tive que ir avançando à medida que a fila (ou bicha como dizem na radio) também o fazia.
Posto isto, e para minha desgraça, cheguei à conclusão que temos um país de mecânicos, ou de pessoas que percebem 'bués' de mecânica.
E então eu?? Se me avaria o carroço como faço?? Será que tiveram aulas? Onde foi? Porque não fui avisada dos cursos?
Como fiquei preocupada com isto tomei uma decisão e como não sou egoísta aqui deixo uma dica para a malta que está como eu, que não percebe patavina de mecânica, além de saber colocar água no depósito do limpa-vidros (o que já não é nada mau e no verão dá imenso jeito para poder limpar aqueles mosquitos gordos que mais parecem chiclets que se colam ao vidro da frente e também limpar as necessidades fisiológicas que os pássaros nos deixam no carro).
Meus amigos no caso de avaria do veículo a primeira coisa a fazer é chamar o reboque (mas muito discretamente para que ninguem se aperceba), entretanto vestir o dito colete (que é para toda a gente nos ver), abrir o 'capot' do carro e debruçarmo-nos sobre o motor e com cara pensativa (como se percebessemos 'buérérés' daquilo) a aguardar a chegada do reboque. No caso de alguém parar para ir 'cuscar' o que se passou (o que até nem é habitual no nosso país) e nos perguntar o que se passa, a gente responde:
- Estou a ver aqui um problema na junta da colaça, o que até concertava, mas não tenho aqui comigo a caixa de ferramentas!
E assim a única vergonha que passamos é estar ali de pé feitos parolos, mas por causa do colete....

quinta-feira, outubro 19, 2006

HY03 - concurso #1

Para compensar o preço elevado dos parqueamentos, os dias de chuva, as filas de espera na UTAD, o saudosismo do Luís Carvalho pelo Citroen AX e como somos culpados pelo aumento
da Electricidade em 15,7% , aqui está uma foto tirada a semana passada, bem iluminada e sem chuva para os saudosistas do bom tempo.

Só têm de completar o poema, com um palpite do que me aconteceu nesse dia, depois de tirar esta foto!.
Batem leve, levemente, como quem chama por mim, será chuva? será gente? gente não é certamente e a chuva não bate assim...

...

S002- Carro da Florbela Espanca

Será que a Florbela Espanca tinha um CITROEN AX?
Segundo o Luís Carvalho se ela fosse viva teria um.
Aqui está um poema baseado na Florbela Espanca e no CITROEN AX.

L016 - 14 Horas Semanais

Qual não é o meu espanto quando me dirijo à secretaria da 'nossa' famosa UTAD por volta da 10h15m (é que eu sei que as 'meninas' da secretaria trabalham que nem escravas) quando dou com o nariz na porta.
E perguntam vocês: porquê? Porque a secretaria só abre às 11h. Vou ver o horário de funcionamento e qual não é o meu espanto, quando começo a fazer contas (é que as matemáticas e álgebras já foram há muito mas ainda me lembro assim dumas coisitas) e chego à conclusão que a dita secretaria só abre 14horas semanais (sim leram bem, 14, ou catorze como preferirem) ao público. Ainda por cima (para agravar a ajudar na minha boa disposição) a fila de espera é na rua!!! E como está um tempo super agradável, lá fico eu feita maluquinha de guarda-chuva, cheia de frio, com os pés a ficarem congelados, e uma ventania excomungada à espera, 3 quartos de horas, que as 'meninas' venham do bar e se lembrem de abrir a porta.
Finalmente dignam-se a abrir a porta (ao menos agora a gente espera na fila mas dentro das instalações, que sempre é melhor que estar na rua como os cães).
Chegada a minha vez lá peço eu o famoso certificado de habilitações (que é aquele papel onde está descriminada a cadeira e nota obtida e merdas), quando me informam (mesmo à zé tuga) que esse certificado era noutra secretaria. Lá vou eu feita bola de ténis, pedir o raio do certificado, quando a menina (que por acaso até foi muito simpática) me diz o seguinte:
- Ah, pois é! Você é uma aluna bastante antiga, e isso demora mais. Se fosse mais recente dava para tirar o certificado aqui mesmo, assim tem que ir...
(já nem ouvi o resto, porque o meu cérebro estagnou quando ela me disse que eu era uma aluna bastante antiga)
Meus caros amigos eu terminei o curso em 1997!!!!!!!!! Aluna bastante antiga?????? Lá fico eu com cara de parva, na fila aqueles teenagers todos a olhar aqui prá je tipo como se eu fosse algum fóssil ou alguma carcaça de dinossauro...
Ou seja, passou-me logo a revolta dos horários de funcionamento, a chuva, o frio que apanhei e burocracias todas para ficar com a neura toda.
Portanto aqui a vossa amiga 'dinossaura' vai ter que ir telefonando para saber quando fica pronto o dito certificado...

M016 - "Bom dia, tá de chuva"

Escorre pelo beiral do telhado, uma fenómeno raro, incómodo mas bonito :-) e... vem de cima! É que no Porto a chuva vem de baixo, em Sintra nasce na roupa, em Oeiras dobra as varetas, em Lisboa escorre no metropolitano e dentro dos autocarros, em Albufeira está um lindo dia de praia, não é Olga?... Ahhh é época do guarda-chuva!

quarta-feira, outubro 18, 2006

L015 - Só para utentes

Não acham que é um preço um pouco elevado a pagar pelo parqueamento da viatura???

L014 - Auto modas

L013 - Etiqueta


Não precisamos de arte divinatória para afirmar que quem concebeu semelhante etiqueta, além de pertencer ao sexo masculino, é egoísta. Então e os solteiros, divorciados, viúvos e encalhados????

L012 - Leitura


Chamem-lhe burro... Já estou a imaginar a conversa "vire p'ra cá o cagueiro que eu vou-lhe ler a sorte (e quanto mais jeitoso for o dito melhor e mais sorridente será a sorte). Estou a ver aqui uma celulitezita acumulada - não será certamente o da foto - recomendo-lhe uma dietazinha, o cheiro também não é o melhor portanto vejo aqui uns problemas intestinais"
Não vá a moda pegar e começar a aparecer outro tipo de leituras...

terça-feira, outubro 17, 2006

S001- Aprender a ganhar no futebol


Depois dizem que os Portugueses é que são fiteiros....

M015 - Nozes a Dentuças

Faço o trajecto a pé de casa ao trabalho quatro vezes. São cerca de quinze minutos duas vezes a subir e duas vezes a descer, pleonasmos da vida. Há cenas matinais que se repetem: um par de amigos antagónicos em caminhada matinal (o empresário do covilhete moreno simpático e bonacheirão e o advogado loiro bom como o milho e sisudo), os trabalhadores de uma obra de reconstrução de uma habitação à “antiga portuguesa” (um cubo com vãos em simetria vertical e horizontal, cantarias, telhado com beirais e o inevitável alpendre na entrada) em constante equilíbrio entre a vida e o trabalho, os varredores das folhas do Outono (actividade muito interessante tendo em conta que nenhum destes homens deve pegar numa vassoura em casa), as pessoas paradas à volta do postalete da paragem do autocarro (animação recente, uma atitude que transformou para melhor o movimento da cidade), os poucos destemidos velhotes à janela (dá vontade de lhes dizer adeus) do lar da terceira idade com uma história de arquitectura muito interessante, o veiculo frigorifico de transporte de carne à porta da salsicharia (um designação muito de cá para o comércio de carne de porco e frango) num vai e vem de caixotes de plástico com frangos para o almoço… e mais não digo senão transformo-me numa sucursal de coscuvilhice... sem as cenas de antes e depois da hora do almoço e as de regresso muito mais animadas! Num trajecto cheio de pormenores de rotina e/ou de surpresa que valem milhares de fotografias interessantes, pensamentos, telefonemas, mensagens, cumprimentos formais, sorrisos, olá tudo bem, sou uma sortuda, nada de pessimismos, tenho saúde, trabalho, estamos em paz, há liberdade de movimento, não chovem bombas, não se ouvem tiros… e mesmo com alguns dentes de plástico bem trinco as nozes que tenho! (semeio, rego, podo, apanho e descasco antes de as trincar, mastigo, engulo, digiro e não caem do céu)

segunda-feira, outubro 16, 2006

N008: Em busca da mancha luminosa...





Efeitos colaterais do concurso «Fotodicionário».

:-))

sábado, outubro 14, 2006

M014 - Sinais dos Tempos


Há dias tive uma dúvida sobre o que significa o smiley (que raio quer isto dizer? sorridente?) seguinte :-*
Muito estranho.
Pus-me a pensar e lembrei-me dos beijos-mensagem-de-telemóvel-da-catarina, que não são novidade nenhuma, usar * ou x como beijo é um costume muito americano, por isso presumi que :-* fosse um beijo completo, do tipo: toma lá um beijo com olhos, nariz e boca em riste.
Ok, nada disso.
Resolvi consultar o meu dicionário tshirt-mais-velha-que-a-sé-de-braga-de-ir-ao-ginásio e lá está escrito que :-* significa "amargo", confirma, consegues ler daqui?
Talvez.
Será que a boca em forma de asterisco pode ser um sintoma de má disposição?
Mais uma tentativa.
Digitei o sorridente :-* no écran de conversa do mensageiro (nada de idiotismos!) e ele transformou-se num boneco amarelo segredando ao ouvido de outro boneco amarelo e com o letreiro "segredo".
Afinal o que é? Continuo com a mesma dúvida, por favor, tira-me o peso da ignorância da PDI ou será ignorância do peso da PDI?!

sexta-feira, outubro 13, 2006

L011 - Globalização

Pergunta: Qual é a mais correcta definição de Globalização?
Resposta: Morte da Princesa Diana.
Pergunta: Porquê?
Resposta: Uma princesa inglesa com um namorado egípcio, tem um acidente de carro dentro de um túnel francês, num carro alemão com motor holandês, conduzido por um belga, bêbado de whisky escocês, que era seguido por paparazzis italianos, em motos japonesas; a princesa foi tratada por um médico americano, que usou medicamentos brasileiros.
E isto é enviado a você por um português, usando tecnologia americana - (Bill Gates) e, provavelmente, você está lendo isso em um computador genérico que usa chips feitos em Taiwan, e num monitor coreano montado por trabalhadores de Bangladesh, numa fábrica de Singapura, transportado em caminhões conduzidos por indianos, roubados por indonésios, descarregados por pescadores sicilianos, re-empacotados por mexicanos e, finalmente, vendido a você por judeus, através de uma conexão paraguaia.
Isto é, caros amigos, G L O B A L I Z A Ç ÃO !!!.

Nota: Mail que recebi e achei original.

quinta-feira, outubro 12, 2006

M013 - De Grão na Asa e Água no Bico

Pedi a imagem e estas palavras distorci-as:

há dias em que reconhemos a noite
sem esgotarmos as palavras
transportamos as constelações
seguimos as estrelas
procuramos o próximo caminho
dos mundos ainda a explorar
que nunca acabam
nem nos largam
sem que os procure

acho-me

Obrigada Teresa Durães, a Catatua Polar :-)

quarta-feira, outubro 11, 2006

L010 - Faça-se luz!

Pede-se a quem saiba onde se vendem para me dizer... Assim evitava tantas nódoas negras que faço quando me levanto de noite para satisfazer certas necessidades fisiológicas!

L009 - Prioridades

Prioridades são prioridades..... Deve estar o fulano a pensar "tu dorme lá fora, a minha bichinha é que não pode apanhar chuva... ai, deixa-me apalpar este selim... hum, que jeitoso que é este pedal... já estou a ficar todo doidão..."

terça-feira, outubro 10, 2006

L008 - Liga dos Planetas

Liga dos Planetas: Plutão entrega providência cautelar junto do Tribunal Administrativo de Lisboa depois de ter sido despromovido à Segunda Liga dos Planetas, Plutão recorre aos tribunais civis de forma a suspender todo o Campeonato Interplanetário. Plutão tinha subido à primeira liga deste campeonato há mais de 70 anos e foi agora despromovido porque é pequenito.

Plutão não se conformou e recorreu aos tribunais com o argumento de é "pequenito mas corre que se farta. Além de mais, os planetas não se medem aos palmos e qualquer coisa que esteja com uma temperatura ambiente de 220 graus negativos mirra, e não há Ana Malhoa que o estimule". A argumentação de Plutão vai mais longe e sugere que existe corrupção na Liga de Planetas "O nosso mal é estarmos longe do centro de decisão, neste caso, o Sol! Porque é que não despromovem os planetas que são apenas gases? Se nós (Plutão) estivéssemos cheio de gases seríamos muito maiores"

Entretanto, o arrivista planeta UB-313 descoberto no ano passado quer substituir Plutão na Primeira Liga. No entanto, Mercúrio Loureiro, presidente da Liga dos Planetas afirma que um sistema solar com mais do que 8 planetas torna-se pouco competitiva, para além disso, Plutão tem uma orbita meia maluca e por isso deve ser banido do principal campeonato interplanetário.

Entretanto, e com esta confusão toda, o campeonato está suspenso e alguns planetas inclusivamente deixaram de girar. Quem parece mais activo é Vénus, que este ano equipa com camisas novas e novo patrocinador: Durex Barroso. Para Zé Beto, Presidente da Associação dos Espectadores dos Jogos Interplanetários e do Além, trata-se de uma pouca vergonha tudo isto,"tínhamos comprado uma faixa nova a dizer que o Hospital Sobral Cid apoia o Planeta Agostini e agora vai tudo por água abaixo."


Nota: recebi este texto por mail, e não quis deixar passar sem partilhar com vocês. Obrigada ao autor desconhecido.

L007 - Certificado

Certificados destes não é todos os dias... ou como está escrito 'certuficado'...

L006 - Matemática

Se fosse em portugal não era sin mas sen e daria sex...!


Infinito... Sem comentários....

segunda-feira, outubro 09, 2006

C004: KSYSS ??


Complemento em 10/11:

Por trás de cada KSYSS (?!), está uma:

domingo, outubro 08, 2006

N007: A banda é larga e a mentira é lei!

É comum receber emails reencaminhados e quase nunca valem muita atenção. Mas uma vez por outra surgem coisas interessantes, úteis ou engraçadas. É, na minha opinião, o caso do texto que transcrevo em parte e que achei de uma verdade e graça irresistíveis!
Estranhos costumes, não acham?!...

O atestado médico, por José Ricardo Costa

Imagine o meu caro que é professor, que é dia de exame do 12º ano e vai ter de fazer uma vigilância. Continue a imaginar. O despertador avariou durante a noite. Ou fica preso no elevador. Ou o seu filho, já à porta do infantário, vomitou o quente, pastoso, húmido e fétido pequeno-almoço em cima da sua imaculada camisa. Teve, portanto, de faltar à vigilância. Tem falta. Ora esta coisa de um professor ficar com faltas injustificadas é complicada, por isso convém justificá-la. A questão agora é: como justificá-la?

Passemos então à parte divertida. A única justificação para o facto de ficar preso no elevador, do despertador avariar ou de não poder ir para uma sala do exame com a camisa vomitada, ababalhada e malcheirosa, é um atestado médico.
Qualquer pessoa com um pouco de bom senso percebe que quem precisa aqui do atestado médico será o despertador ou o elevador. Mas não. Só uma doença poderá justificar sua ausência na sala do exame.

Vai ao médico. E, a partir este momento, a situação deixa de ser divertida para passar a ser hilariante. Chega-se ao médico com o ar mais saudável deste mundo. Enfim, com o sorriso de Jorge Gabriel misturado com o ar rosado do Gabriel Alves e a felicidade do padre Melícias. A partir deste momento mágico, gera-se um fenómeno que só pode ser explicado através de noções básicas da psicopatologia da vida quotidiana. Os mesmos que explicam uma hipnose colectiva em Felgueiras, o holocausto nazi ou o sucesso da TVI.

O professor sabe que não está doente. O médico sabe que ele não está doente. O presidente do executivo sabe que ele não está doente. O director regional sabe que ele não está doente. O Ministério da Educação sabe que ele não está doente. O próprio legislador, que manda a um professor que fica preso no elevador apresentar um atestado médico, também sabe que o professor não está doente.

Ora, num país em que isto acontece, para além do despertador que não toca, do elevador parado e da camisa vomitada, é o próprio país que está doente. Um país assim, onde a mentira é legislada, só pode mesmo ser um país doente.
(…)

quinta-feira, outubro 05, 2006

C003: Bicolor



(E onde é, onde é...?)

M012 - Eles não gostam? Azarito!

Há mais algum ponto a acrescentar à lista?
"Todos os dias ao sair de casa dou de caras com um anúncio que me deixa logo mal disposta até aí às três da tarde. É de uma clínica que tem esta brilhante tirada publicitária: os homens não gostam de celulite. É que, de facto, era este o argumento que me faltava para eu pôr fim à celulite que se instalou no meu rabo sem qualquer espécie de permissão. Eu até gosto de ter celulite, adoro!, faço os possíveis por ter sempre mais e mais... ah, se os homens não gostam, então eu vou já pagar um tratamento de 500 contos para ficar sem celulite!! A sério, os senhores que fizeram esta campanha, acham mesmo que este tipo de terror psicológico faz efeito numa mulher?? Se o anúncio dissesse "mulheres com celulite não entram na Zara", aí sim, era ver-me a correr para a clínica, primeiras, primeiras ;-)
Temos pena, mas não pega! Se formos a ver, também há muita coisa que ELAS não gostam e nem por isso espalham outdoors gigantescos. Sim, porque senão já estou a imaginar os possíveis anúncios:
1-ELAS não gostam de pêlos a mais;
2-ELAS não gostam do resultado de "campeonato nacional+liga dos campeões+taça uefa+taça de Portugal";
3-ELAS não gostam de sexo oral sofrível e insuficiente;
4-ELAS não gostam que eles se cocem e muito menos em público;
5-ELAS não gostam nem acham sexy as barrigas de cerveja;
6-ELAS não gostam de tampas da sanita levantadas;
7-ELAS não gostam de ejaculação precoce;
8-ELAS não gostam que cortem as unhas dos pés em cima da mesa da sala;
9-ELAS não gostam de mãozinhas sapudas e pouco hábeis;
10-ELAS não gostam de slips nem de boxers com ursinhos;
11-ELAS não gostam de atrasados emocionais.
Se os homens deste País se deparassem com estas publicidades, tentariam resolver algumas das questões apontadas? Não, pois não? Então deixem lá mas é a nossa celulitezinha sossegada e não nos obriguem a andar com uma régua na mala! Já disse."
Autora desconhecida

M011 - Três Sóis

Maputo 2004

Porto 2006

Tem que haver outro!

N006: Café no TOFAS

terça-feira, outubro 03, 2006

N005: Para que servem os «Livros de Reclamações»?


Obviamente, para reclamar, para formalizar, através da escrita, a nossa insatisfação – quando não mesmo prejuízo – com um produto ou serviço. Grosso modo é isto e não se levantam dúvidas.
Menos clara é a serventia da reclamação que fazemos no «Livro de Reclamações». Recebi hoje “resposta” a uma que fiz no dia X de Setembro de 2006 e até me deu vontade de rir. Foi pra isto que atrasei o regresso a casa, calei a fome mais uns bons minutos e me esmerei num português claro a expor a minha indignação??! Bonito!

A situação que motivou a minha reclamação: num percurso de autocarro entre duas cidades foram introduzidos nove passageiros além da lotação do veículo, que viajaram de pé e sentados nos degraus junto às portas, infringindo normas de segurança e de bem-estar.

Resposta da empresa:
«Recebemos a reclamação de V. Ex.a que mereceu da nossa parte a melhor atenção. [Ah! então foi por isso que o homem que me trouxe o Livro quase me varou com o olhar!...]
De imediato solicitamos [a falta do acento é deles] esclarecimentos ao Departamento de Tráfego, que nos informaram [sic] que tal tinha sido devido a uma avaria com um autocarro, não existindo qualquer outra alternativa. [A sério?! Então e os autocarros da empresa que vi estacionados a meia hora do local? Ou de outra empresa…? Ou os táxis?]
Da nossa parte solicitamos as nossas sinceras desculpas pelo sucedido, pelo que nos despedimos com estima e consideração». [“pelo que”?! Enfim, podia ser pior.]

Ok… Então e agora?! Ficamos assim? Desculpe lá qualquer coisinha e até à próxima?!...
Alguém faz fiscalização a estas empresas? Verifica não só se possuem o Livro, porque é obrigatório, mas as reclamações que tem, o teor e as mediadas tomadas? Só porque respondeu, mesmo que tenha sido uma bojarda destas (há quanto tempo eu não dizia esta palavra!), a empresa cumpriu um requisito?! E quais as consequências da infracção cometida?
Terei que me informar e, quem sabe, reclamar deste sistema de reclamações!!...

N004: Os gostos não se discutem?!


Fotografado em Setembro de 2006, no litoral norte de Portugal.

domingo, outubro 01, 2006

M009 - Chocolate Amargo

Desculpa Diafragma mas não resisti ao plágio de postar esta fotografia tirada em Junho em Guimarães, num dos meus acessos de goludice de chocolate e vão de escada alheia.Sem dúvida prefiro chocolate preto amargo, este era biológico de comércio justo um euro um quadradinho :-)

M008 - Três Curiosos

A surpresa da Arte descoberta pelas crianças.
O prazer visual das esculturas de José de Guimarães em exposição no Castelo de Guimarães.

M007 - Três Elementos

Aprendi com a Marta a olhar para cima com a máquina fotográfica e tenho tido sorte!
Ou não? Acho que falta aqui qualquer coisa...